sábado, 26 de dezembro de 2015

Undead BR: Especial: Melhores do Ano [Zé]

Olá :)

Rapaaaaz, vamos direto ao ponto. Que ano musicalmente péssimo. To chocado aqui com a inexistência de um álbum que realmente tenha me agradado. Provavelmente o primeiro lugar desse ano não ficaria entre os 5 do ano passado, mas vamo que vamo, que meu contrato só se encerra em 2022 e o Melhores do Ano é uma das principais clausulas que eu assinei (e vou parar de reclamar. Ou tentar pelo menos)

5 - Rixton - Let the Road



Rixton é uma banda semi-nova (na verdade, acho que esse é o primeiro cd deles), mas já nasceram com o cu virado pra gravadora, que colocou eles em todos os programas de sucesso nos EUA (Voice, SYTYCD, Idol, afins e afins). Felizmente, eles merecem o sucesso, pois o som é uma delicia. 
Destaque maior para Me and My Broken Heart, ótima pra dançar no Xbox (e segurar o Guto nos braços, enquanto ele dá um leap of faith de costas na minha direção), e Hotel Ceiling, escrita pelo fofo Ed Sheeran.




Four Year Strong - 


Eu sabia que havia algo de errado quando vi essa capa de péssimo gosto. Meio injusto colocar esse álbum aqui, quando as únicas coisas que eu gosto nele são as músicas que tinham no EP do ano passado, mas vamo que vamo. Wipe Yourself e aquela do Stop putting words in my mouth são lindicas tb.


3 - Passenger - Whispers 2



Não é tão fofo como o Whispers 1, mas jesus, a voz desse homem :)
Sou completamente apaixonado pelo Michael, e às vezes me vejo pensando em tatuar a frase do seu último álbum ( All I need is a whisper in a world that only shouts). Agora que vi Ed e Damien ao vivo, é minha próxima meta ver esse barbudinho ao vivo.



2 - The Wonder Years - No Closer to Heaven



Nos últimos 2 anos, as duas primeiras posições foram de albuns do Soupy. Esse ano deixo ele de castigo em segundo, pelo álbum, apesar de ótimo, não chegar perto do favoritismo que todas as outras obras dele alcançaram nos meus tops mentais. Tem umas 5 músicas geniais, lindas, mas o resto do álbum é meio "meh" pra mim. Quem sabe num futuro eu aprecie mais. Ah, e Stained Ceiling Glass é uma obra prima. (E mais uma capa feia)


1 - Jamie Lawson - 



Album de estreia de um belo artista. Veja bem, não é nenhuma obra prima nem nada, mas dá pra ouvir sussegado esse folkzinho irlandes por dias e dias. Destaque para a genial música que posto abaixo, cuja letra é de uma fofura só.



Momento Musical do Ano

A ponte de Stained Glass Ceiling, obvio. Mas, pessoalmente, pra mimzinho mesmo, o melhor momento foi ter conhecido este cantor incrivel que é o David Ford. Que cantor, amigos. Que cantor *-*


Clipe do Ano

YOU USE TO CALL ME ON MY CELLPHONE




*Sai dançando do Especial Melhores do Ano e esquece a luz acesa*

Nenhum comentário:

Postar um comentário